Lembra-se?

“Querida Paulinha”, de Antenor Barreiros Marques – Cadeia do Aljube, Lisboa

Doação de Paula Elisa Queiroz Barreiros Marques – Oeiras

Paula Elisa Queiroz Barreiros Marques é filha do ex-preso político Antenor Barreiros Marques. Paula Marques acedeu partilhar connosco algumas das suas memórias desse tempo. Transcrevemos um pequeno excerto de uma delas, uma carta que o pai lhe escreveu no dia seguinte ao Natal, em 26 de dezembro de 1952, quando este se encontrava preso na Cadeia do Aljube e Paula Elisa residia em Peso da Régua.

“Querida Paulinha:

(…) A minha vida aqui é muito limitada, como deves imaginar, e, nem tu imaginarás completamente, quanto tem de monótono, de imundo e de desmoralizante, para um homem como eu, habituado ao trabalho, ao convívio e à orientação da vossa educação e de todos esses ingratos e duros problemas que exigem das pessoas atenção e energia bastantes, mas que, apesar de tudo tem em si tanto de excitante e de caprichoso e treinam a nossa coragem para prosseguir e procurar sempre mais e melhor!

Quanto esta situação me leva a pensar nessa outra existência de liberdade, embora relativa, que se tem lá fora, não podes imaginar completamente.

(…)

Foi grande pena que não tivésseis arranjado as coisas de modo a terdes vindo até cá, tanto mais que ontem, 25, todos os meus companheiros tiveram a visita de pessoas de família, e esta visita foi de sua vontade, mais ou menos. Perdi assim o ensejo de vos beijar e abraçar à minha vontade.

(…)

Antenor, Lisboa e Cadeia do Aljube, 26/12/52”

De Antenor Barreiros Marques_Cadeia do Aljube_Lisboa