Centro de Documentação

Testemunhos

António Jesus Paulo – A prisão pela luta pelas 8 horas de trabalho nos campos do Alentejo – Ribeira do Sado, Alcácer do Sal

António Jesus Paulo, com 37 anos, em 1962, foi um dos organizadores da luta pelas 8 horas de trabalho no campos do Alentejo, na região de Alcácer do Sal. Mulheres e homens decidiram trabalhar as 8 horas contra a vontade dos patrões e das autoridades. Ganharam a luta, mas em junho de 1965, depois de António Paulo ter colocado a sua filha mais velha numa camioneta para ir servir para Lisboa, a PIDE apanhou-o, com a ajuda do Sr. Ribeiro, o chefe de escritório da empresa onde trabalhava. Preso, foi levado para a sede da PIDE, na António Maria Cardoso, onde foi interrogado e sofreu a tortura do sono. Ficou preso até setembro de 1966. António Paulo deixa-nos o seu testemunho.

Versão integral disponível no Centro de Documentação

Centro de Documentação do Museu do Aljube
Rua Augusto Rosa, 42 • 1100-059 Lisboa

Telefone: 215 818 538
Geral: 215 818 535
E-mail: odeteviola@egeac.pt

Horário: de terça a sexta, das 10h00 às 18h00 – encerra para almoço das 13h00 às 14h00.

Encerra às segundas.