Centro de Documentação

Biografias

José Moreira

José Moreira

(Vieira de Leiria, Marinha Grande, 1912 – Lisboa, 24-01-1950)

José Moreira, filho de Manuel Moreira e de Guilhermina de Jesus, nasceu em 1912 em Vieira de Leiria. Ainda muito jovem foi trabalhar como operário vidreiro para a Marinha Grande, num ambiente de forte tradição revolucionária.

Serralheiro de profissão, o camarada “Lino” tornara-se em 1945 funcionário do Partido Comunista Português (PCP), passando à clandestinidade como responsável pelo aparelho de imprensa do partido.

Num período particularmente feroz da repressão sobre o PCP, José Moreira foi detido – com o nome falso «José Mendes Oliveira» – com a companheira Filomena Pereira Galo, a 22 de janeiro de 1950 em Vila do Paço, Torres Novas, numa casa clandestina onde viviam e onde são apreendidas duas armas de fogo, para além de inúmera imprensa e propaganda clandestina.

José Moreira era então o responsável pelas tipografias do PCP e pela distribuição da imprensa clandestina e a sua prisão, aos olhos da Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE), permitiria identificar, localizar e desmantelar a rede de tipografias clandestinas.

José Moreira, no mesmo dia em que foi detido, recolheu à Prisão do Aljube onde ficou em regime de isolamento contínuo.

No dia 23 ou 24 de janeiro morreu na sequência das violentas torturas infligidas durante os interrogatórios intensivos, ao longo dos quais recusa prestar qualquer tipo de informação.

O seu corpo foi atirado da janela do 3º andar da sede da PIDE na rua António Maria Cardoso. A polícia política procurava assim encobrir a morte, encenando um suicídio.

José Moreira tinha 37 anos. Pouco antes de ser preso terá escrito que “uma tipografia clandestina é o coração da luta popular. Um corpo sem coração não pode viver”.

Centro de Documentação do Museu do Aljube
Rua Augusto Rosa, 42 • 1100-059 Lisboa

Telefone: 215 818 538
Geral: 215 818 535
E-mail: odeteviola@egeac.pt

Horário: de terça a sexta, das 11h00 às 17h00 – encerra para almoço das 13h00 às 14h00.

Encerra às segundas.