Sobre o Museu

Direção

Director

Luís Farinha
luisfarinha@egeac.pt

Comissão Instaladora

A Comissão Instaladora do Museu do Aljube Resistência e Liberdade foi designada pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa por Despacho de 15 de Abril de 2013, com as seguintes competências:

  • Elaborar e apresentar o programa de conteúdos programáticos, científicos e museográficos do Museu do Aljube;
  • Definir as tarefas necessárias à sua execução e os recursos humanos, técnicos e financeiros adequados, de acordo com o programa estabelecido pela CML;
  • Apoiar a equipa de arquitetura na definição final dos diversos espaços e valências do equipamento;
  • Acompanhar a requalificação arquitetónica do edifício;
  • Apoiar e acompanhar a instalação do Museu do Aljube até à sua inauguração;
  • Apoiar a Direção do Museu do Aljube durante o primeiro ano da sua vigência.

Personalidades:
Manuel Veiga, Diretor Municipal de Cultura
Alfredo Caldeira
Domingos Abrantes
Fernando Rosas
Henrique Cayatte
Inês Quintanilha
Luís Farinha, Diretor do Museu do Aljube

Conselho Consultivo

Os membros do Conselho Consultivo são designados por três anos. Com a cessação de funções da Comissão Instaladora os seus membros mantêm-se no Conselho Consultivo.
Compete ao Conselho Consultivo do Museu do Aljube, nomeadamente:

  • Aconselhar a Direção do Museu sobre a programação ou iniciativas a desenvolver no âmbito das suas atividades;
  • Apreciar o programa de atividades e o orçamento anual e emitir recomendações.

Personalidades:
António Borges Coelho, Presidente
António Reis
Artur Pinto
Bento Domingues, Frei
Carlos Matos Gomes
Casimiro Levy Baptista
Cláudio Torres
Daniel Cabrita
Diana Andringa
Francisco Fanhais
Isabel do Carmo
Jacinto Godinho
José Augusto Rocha
José Manuel Tengarrinha
José Pacheco Pereira
Manuel Macaísta Malheiros
Manuel Pedroso Marques
Mário Brochado Coelho
Raimundo Narciso
Ruben de Carvalho

Representantes das seguintes organizações de Memória:
Associação 25 de Abril
Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra
Fundação Mário Soares
NAM – Movimento Cívico Não Apaguem a Memória!
UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta
URAP – União de Resistentes Antifascistas Portugueses
AHSTP – Arquivo Histórico de São Tomé e Príncipe
AMRT – Arquivo & Museu da Resistência Timorense (Timor-Leste)
ATD – Associação Tchiweka de Documentação (Angola)
CESAB – Centro de Estudos Sociais Aquino de Bragança (Moçambique)
Fundação Amílcar Cabral (Cabo Verde)
INEP -I nstituto de Estudos e Pesquisa (Guiné-Bissau)
Memorial da Resistência de São Paulo (Brasil)

Por despacho do Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, de 23 de Maio de 2014.