Composição gráfica com as fichas prisionais de Álvaro Cunhal, Militão Ribeiro e Sofia Ferreira.

Prisão de Álvaro Cunhal, Militão Ribeiro e Sofia Ferreira

25 Março 2021

#Nestedia 25 de março de 1949, a PIDE assaltou uma casa clandestina, prendendo Álvaro Cunhal, Militão Ribeiro e Sofia Ferreira.

Sofia Ferreira era “Elvira” e “Manuel” era Álvaro Cunhal. O dirigente e a funcionária do PCP, faziam-se passar por um casal quando alugaram, em novembro de 1948, uma casa no Casal de Santo António, no Luso, alegadamente para repousar “por motivos de saúde”.

Uns meses mais tarde, Militão Ribeiro, junta-se ao casal nesta casa, procurando um refúgio para também escapar à PIDE que o perseguia.

Foi então na madrugada do dia 25 de março de 1949, precisamente pelas 5h da manhã, que seis agentes da PIDE e vários elementos da GNR, armados, prenderam os três funcionários clandestinos do PCP.

Álvaro Cunhal ficou preso durante onze anos, acabando por fugir do forte de Peniche a janeiro de 1960. Sofia Ferreira, ficou presa durante três anos e Militão Ribeiro faleceu na cadeia, em janeiro de 1950, ao realizar uma greve de fome como forma de protesto pelas más condições.

Atualidade

Soeiro Pereira Gomes
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
14 de Abril de 2021
III Congresso da Oposição Democrática, em Aveiro
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
4 de Abril de 2021
Dia Nacional da Juventude
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
28 de Março de 2021