Empoleirado numa varanda, o fotógrafo capta o general e a multidão que o saúda na Praça Carlos Alberto, no Porto.© António Velhote/Arquivo DN

Candidatura de Humberto Delgado – uma jornada de resistência

15 Maio 2021

“Obviamente, demito-o”.

Foi desta forma que, a 10 de maio 1958, Humberto Delgado, candidato da oposição às eleições presidenciais, respondeu na conferência de imprensa no Café Chave d’Ouro à pergunta: “Senhor General, se for eleito Presidente da República, que fará do Senhor Presidente do Conselho?”

A 14 de maio 1958, o candidato da oposição é entusiasticamente recebido no Porto por largos milhares de pessoas. A publicação de fotografias desse comício foi proibida nos jornais nos dias seguintes. Realizam-se outras manifestações na região do Porto e registam-se confrontos com a polícia, nomeadamente no regresso a Lisboa junto à estação de Santa Apolónia no dia seguinte.

Humberto Delgado nasceu #nestedia 15 de maio de 1906, em Boquilobo, Torres Novas. A sua candidatura à Presidência da República, em junho de 1958, abalou seriamente a ditadura, gerou uma gigantesca onda de apoio popular e uniu a oposição ao regime, após a desistência de Arlindo Vicente, candidato apoiado pelo PCP. O processo eleitoral traduzir-se-ia na mais completa fraude, com intimidações, proibição de fiscalização do ato eleitoral, falsificação de resultados e várias prisões de apoiantes de Humberto Delgado.

Em fevereiro de 1965, será vítima de uma emboscada e assassinado pela PIDE, juntamente com a sua secretária Arajaryr Campos, perto Badajoz.

Este ano, celebram-se os 115 anos do seu nascimento.

Atualidade

Dia Mundial da Criança
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
1 de Junho de 2021
Golpe Militar de 28 de maio de 1926
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
28 de Maio de 2021
Catarina Eufémia
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
19 de Maio de 2021