Manifestação de apoio a Eurico Figueiredo

20 Junho 2021

Em plena crise académica de 1962 tinha lugar, #nestedia 20 de junho, uma manifestação de apoio a Eurico Figueiredo, líder estudantil preso no Aljube.
Era ali, junto à cadeia, que a manifestação deveria terminar. Porém uma carga da polícia de choque perto da Sé dispersa os estudantes que seguiram para a Baixa gritando “Liberdade! Autonomia!”.
Nesse ano de 1962, a crise estudantil cruza-se com várias lutas, como as dos campos do Alentejo. Depois de em finais de abril dois mineiros terem sido mortos em Aljustrel, no 1.º de Maio em Lisboa um jovem de 25 anos, Estêvão Giro, é assassinado pela PSP, por sinal, bem perto do Aljube, na zona do Largo do Caldas.
A 9 de maio, os estudantes concentrados na Cantina da Cidade Universitária entravam em greve de fome, forma avançada de luta sugerida por Eurico de Figueiredo. Dias depois, eram dali retirados à força pela polícia de choque que procede a centenas de prisões.
No dia 4 de junho a polícia carregava sobre estudantes e professores na Faculdade de Medicina.
A 28 de maio Eurico de Figueiredo, é preso. Presidente da Comissão Pró-Associação dos Estudantes de Medicina de Lisboa fora apontado a Secretário-Geral da RIA (Reuniões Inter-Associações), mas não chega a tomar posse por ter sido expulso da Universidade de Lisboa.
A prisão de Eurico de Figueiredo no Aljube motivará um importante movimento de solidariedade estudantil que culminará na sua libertação, após novas manifestações em que a polícia volta a carregar com violência e a fazer novas prisões.
Em baixo podemos um documento, doado por Artur Pinto ao Museu do Aljube, alusivos à prisão de Eurico de Figueiredo.
No Centro de Documentação do Museu do Aljube estão disponíveis estes e outros espólios referentes à crise de 1962 e às lutas estudantis, bem como depoimentos, não apenas de Artur Pinto, mas de muitos outros participantes no movimento estudantil na década de 60.

Atualidade

Guerra Civil Espanhola
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
18 de Julho de 2021
Maria Lamas
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
18 de Julho de 2021
Visita de Marcelo Caetano a Londres
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
15 de Julho de 2021