Zeca Afonso

02 Agosto 2021

#Nestedia, 2 de Agosto de 1929 nascia, em Aveiro, José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, mais conhecido como Zeca Afonso.

Poeta, cantor e compositor, Zeca Afonso, gravou o seu primeiro disco “Fados de Coimbra” em 1956.
Em 1967, trabalhava como professor de História e, devido à sua oposição ao regime ditatorial, acabou por ser expulso do ensino.
Com mais tempo para se dedicar à música, em 1969 editou “Contos Velhos Rumos Novos”, em 1970 “Traz outro amigo também”, em 1971 “Cantigas do Maio”, em 1972 “Eu vou ser como a toupeira” e em 1973 “Venham mais cinco”.
A sua intervenção tornou-se ainda mais forte com a primavera marcelista, fazendo sessões políticas com canto, apesar das perseguições de que era constantemente alvo e contrariando a austeridade da censura. Até que, em abril de 1973, é preso pela PIDE, no Forte de Caxias, onde permaneceu por 20 dias.
Cantou e encantou nas lutas populares da época e atuou em inúmeras sessões de canto ao lado de Adriano Correia de Oliveira, José Jorge Letria, Manuel Freire, José Barata Moura, Fernando Tordo, José Mário Branco, entre outros.

«O 25 de Abril foi uma luz muito forte que tudo iluminava, mas uma luz que podia tocar, agarrar. E era uma luz tão intensa que quando tive consciência do significado de ”Grândola” já estava muito embrenhado nos acontecimentos.» José Afonso

Conhecemos Zeca Afonso como alguém que deu voz à resistência, mas também como “voz” dos portugueses que, durante a ditadura e nos pós-25 de abril, continuam a cantar os seus versos.

Pelas paredes do Aljube, ecoa “Grândola, Vila Morena”, o seu hino de utopia e libertação que foi também a senha que, na madrugada do dia 25 de abril de 1974, transmitida pela Rádio Renascença, indicava que as operações militares decorriam como planeado.

Hoje, como forma de o homenagear, celebramos o seu nascimento.

Atualidade

Amílcar Lopes Cabral
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
12 de Setembro de 2021
Revolta dos Marinheiros de 1936
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
8 de Setembro de 2021
Sérgio de Barros Godinho
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
31 de Agosto de 2021