Miguel Torga, 1941

Adolfo Correia da Rocha

12 Agosto 2021

Adolfo Correia da Rocha, conhecido pelo pseudónimo Miguel Torga, nasceu #nestedia 12 de agosto de 1907 em São Martinho de Anta, Vila Real.
Foi pela primeira vez detido em dezembro de 1939, em Leiria, na sequência da edição de “O Quarto Dia” e de “A Criação do Mundo”, considerado pelas autoridades um testemunho incómodo sobre a Guerra Civil de Espanha.
Poeta, contista, memorialista, ensaísta e dramaturgo, Torga, ficou encarcerado nas celas do Aljube por três meses, em dezembro de 1939. Foi aqui que escreveu alguns dos seus poemas, como é o caso de ‘Canção’, que está inscrito, pelo corredor do piso 2 do Museu. É desta forma que, hoje, celebramos o seu nascimento.

“Falta-lhe a liberdade.
Só essa dor lhe dói.
Mas só por ela há-de
Não ser o ser que foi.”
30 de dezembro de 1939, Cadeia do Aljube

Imagens:
Ficha prisional PT-TT-PIDE-E-010-60-11803 Miguel Torga
Fotografia ©Joana Hintze, piso 2 do Museu do Aljube

Atualidade

Revista “O Tempo e o Modo”, nº 73
Em novembro de 1969, #nestedia 28, o número 73 da revista “O Tempo e o Modo”, sob a direção de João Bénard da Costa, marcava o início de uma nova série e de uma nova fase na vida da revista.Surgida em janeiro de 1963, “O Tempo e o Modo”. Revista de Pensamento e Acção” afirmar-se-ia com uma […]
28 de Novembro de 2021
Cheias de 1967
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
28 de Novembro de 2021
Operação Mar Verde
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
21 de Novembro de 2021