Chegam ao Tarrafal os primeiros presos deportados

29 Outubro 2021

Ao fim de doze dias de viagem, nos porões do navio Luanda, neste dia 29 de outubro de 1936, chegaram à baía da Ilha de Santiago em Cabo-Verde, os primeiros 152 prisioneiros deportados para o campo de concentração do Tarrafal.
Partiram de Lisboa a 18 de outubro e entre eles figuravam participantes da Greve Geral de 18 de Janeiro de 1934 e participantes da Revolta dos Marinheiros de 8 de setembro de 1936.
Também conhecido como “campo da morte lenta”, foi estrategicamente localizado e pensado para que os testemunhos destes homens nunca viessem a público, fragilizando-os física e psicologicamente, isolando-os do resto mundo em condições sub-humanas de cativeiro, maus tratos, trabalho forçado, torturas e insalubridade.
Numa primeira fase o campo foi encerrado em 1954, reaberto em 14 de abril de 1961, apenas para receber presos políticos dos movimentos de libertação de Angola, Guiné-Bissau e Cabo-Verde, que apenas seriam libertados a 1 de maio de 1974.

Imagem: Aspeto da entrada do campo de concentração do Tarrafal, autor desconhecido, 1936/1937. ©️FMS

Atualidade

Operação Vagô
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
10 de Novembro de 2021
Álvaro Cunhal
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
10 de Novembro de 2021
As Brigadas Revolucionárias realizaram a sua primeira ação armada
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
7 de Novembro de 2021