Centro de Documentação

O Centro de Documentação do Museu do Aljube recolhe, trata e disponibiliza à comunidade documentos materiais e imateriais sobre a prisão política, a resistência à ditadura e os combates pela liberdade no século XX, em Portugal e no seu antigo império.

Aposta na criação de redes com a comunidade científica, organizações de memória, arquivos, bibliotecas e outras entidades, através de diversas iniciativas e projetos.

Testemunhos

Maria Helena Pato – I

Vidas Prisionáveis no Museu do Aljube Resistência e Liberdade, em 2015/09/30. Maria Helena Pato deixou-nos o seu testemunho de luta contra o regime ditatorial. Entrevista conduzida por Ana Aranha, com a presença da Escola Secundária Rainha D. Amélia e da Escola Secundária Pedro Nunes.

Dossiê do Mês

Crise Académica – Coimbra, 1969

“Crise académica – Coimbra, 1969” – A 17 de abril de 1969 começava aquilo que ficaria na história como a crise académica de Coimbra. Exigindo a democratização do ensino, a luta estudantil, energicamente reprimida pelo regime, prolongou-se e transformou-se num dos principais momentos de contestação ao Estado Novo, já liderado por Marcelo Caetano, a braços com uma interminável guerra colonial, desfasado do tempo e do mundo e aproximando-se do seu fim.

Centro de Documentação do Museu do Aljube
Rua Augusto Rosa, 42 • 1100-059 Lisboa

Telefone: 215 818 538
Geral: 215 818 535
E-mail: odeteviola@egeac.pt

Horário: de terça a sexta, das 10h00 às 18h00 – encerra para almoço das 13h00 às 14h00.

Encerra às segundas.