escavação − instalação em dança, de Sofia Ó

22 a 24 de Novembro de 2018
Piso 0 do Museu do Aljube

22 novembro − quinta, 17h-19h
24 novembro − sábado, 16h-18h
Piso 0 do Museu do Aljube

 

É uma exploração do espaço subterrâneo do Museu (prisão) do Aljube, num estar em permanência do corpo que se interroga sobre se o passado já foi ou se estamos a vivê-lo agora.
Nas galerias do Aljube, ao passar…

___

pó e areia a cair na boca, nos olhos. um corpo vivo que insiste em permanecer. silencioso. inquieto. o que se despercebe? o que sedimenta? o que este corpo escuta e actualiza em dança nesta prisão que é agora museu?

escavação é uma instalação em dança a decorrer na passagem entre o piso 0 e a cave do museu do aljube. investigação apoiada pelo centro nacional de cultura (bolsa jovem criador 2018).

sofia ó é investigadora em estágio de criação no c.e.m – centro em movimento. bailarina e antropóloga, autora de teatro de dança galpão: experimentações em dança e práticas de resistência durante a ditadura civil-militar no brasil (ed. prismas, 2016).

 

Imagem: @ Olga Miranda.

Outros eventos

Com Garras e Dentes – Fábulas de Animais Livres e Resistentes
Nas segundas manhãs de domingo de cada mês, programação para os mais novos e famílias, fiquem atentos! Duração: 50 minutos Inscrições: inscricoes@museudoaljube.pt Sujeito a lotação do espaço
16 de Maio a 14 de Novembro de 2021
Ciclo de Cinema
Programação paralela à Exposição Temporária • Mulheres e Resistência – Novas Cartas Portuguesas e outras lutas Pré-inscrição obrigatória: inscricoes@museudoaljube.pt Entrada livre, sujeita à lotação da sala
13 de Maio a 14 de Outubro de 2021
Inauguração Exposição Temporária – Mulheres e Resistência – Novas Cartas Portuguesas e outras lutas
A partir das 12h poderá visitar a nova exposição temporária patente no piso 0 do museu, antigo parlatório da cadeia do Aljube.
6 de Maio de 2021 - 12h00
Teatro – Rascunhos: Memórias de uma Falsificadora
Joaquim Horta adapta ao teatro o livro de Margarida Tengarrinha Memórias de Uma Falsificadora – A Luta na Clandestinidade pela Liberdad em Portugal, que conta como a autora usou a sua habilidade de artista plástica e estudante de Belas Artes ao serviço da falsificação de documentos, garantindo o trabalho dos resistentes à ditadura de Salazar. Espectáculo esgotado
26 a 30 de Abril de 2021