Luís António Firmino

Luís António Firmino nasceu no Lavre, em 1917. Era Serrador. Foi preso em 1949, para averiguações, e levado para o Depósito de Presos de Caxias. Em setembro, no dia 19, passa cinco dias no Aljube, regressando a Caxias. Em janeiro de 1950 é colocado à disposição dos Tribunais, sendo julgado em junho e condenado a 20 meses de prisão correcional, 3 anos de suspensão de direitos políticos e medidas de segurança. Segue para Peniche, onde permanece até dezembro de 1951, altura em que sai em liberdade condicional, passando a definitiva por despacho de outubro de 1956. Em 1967, haveria de ser novamente preso, por atividades contra a segurança do Estado, seguindo para Caxias. Sofre, entretanto, um enfarte de miocárdio, na sequência das torturas que lhe são infligidas, e em janeiro de 1968 dá entrada no Hospital de S. João de Deus, onde viria a falecer no dia 23 de janeiro. Tinha 51 anos.

Outros testemunhos