dav

Itinerários – Lisboa a partir do Aljube – Casas da Clandestinidade

9 de Novembro de 2019 - 9h30
Algés, Paço de Arcos, Linda-a-Velha e Estoril
Ilustração de Rogério Ribeiro para o livro «Até amanhã Camaradas!»

Um itinerário por casas clandestinas ainda hoje existentes: onde se vivia e forjava a luta, onde se realizaram congressos, onde se imprimia a imprensa com a rádio ligada para abafar o barulho do prelo, onde funcionavam verdadeiras oficinas de falsificação, onde protagonistas de fugas vieram tirar a fotografia para o bilhete de identidade. Na aparência casas normais, na realidade verdadeiros baluartes de resistência à ditadura.

Percurso em autocarro e a pé ligando 4 diferentes polos de casas clandestinas na linha do Estoril: Linda-a-Velha, Algés, Paço de Arcos, Monte Estoril e São João do Estoril.

Visita conduzida por: Vanessa Almeida

9 novembro – sábado, 9h30 – 13h
Ponto de Encontro:
9h, Portão principal do Jardim Zoológico de Lisboa

Custo: 10€

Inscrições e informação disponível: até 7 de novembro às 18h, através do email: info@museudoaljube.pt ou pelo telefone 215 818 535

Necessário pagamento prévio por transferência bancária com envio de comprovativo através do email info@museudoaljube.pt ou pagamento na recepção do Museu do Aljube.

Nota: Recomenda-se calçado confortável, protecção para chuva e um pequeno lanche.

Outros eventos

Teatro – Amores na Clandestinidade [Online]
Este trabalho de teatro documental analisa as relações afetivas e familiares através de entrevistas feitas às pessoas que participaram na luta antifascista em Portugal, assim como aos seus filhos que cresceram acompanhando os seus pais e, muitas vezes, na ausência destes. Espectáculo Gratuito, gravado no Museu do Aljube. Transmissão Online. Inscrições obrigatórias.
16 a 21 de Abril de 2021
Coragem Hoje, Abraços Amanhã
Venha connosco celebrar o mês de abril! Inscrições para as atividades obrigatórias, mediante os limites impostos pelas medidas da DGS.
8 a 30 de Abril de 2021
Há 50 anos: Julgamento de Joaquim Pinto de Andrade, nacionalista angolano – Conversa Online
No ano em que se assinala os 50 anos do julgamento de Joaquim Pinto de Andrade, o Museu do Aljube Resistência e Liberdade junta-se a Diana Andringa, Ferreira Fernandes, Mário Brochado Coelho, Adolfo Maria e Ondjaki, para uma conversa que será transmitida online, dia 30 de março às 15h.
30 de Março de 2021 - 15h00
Visita Orientada Mensal
SESSÃO ADIADA
30 de Janeiro de 2021 - 10h00