Movimento de Unidade Nacional Antifascista (MUNAF)

31 Dezembro 2020

Em dezembro de 1943 é fundado o Movimento de Unidade Nacional Antifascista (MUNAF).

A II Guerra Mundial evoluía favoravelmente para a vitória aliada e a oposição portuguesa apostava numa frente de unidade antifascista procurando explorar a combinação entre a evolução do conflito mundial, a agitação social e a crise do regime.

Num contexto marcado pela reorganização do Partido Comunista Português – que no seu Congresso aprovara a “linha frentista de unidade antifascista” – bem como pela agudização da crise económica e social, da fome e falta de bens alimentares e pela intensificação das lutas sociais e do movimento grevista, o movimento , presidido pelo general Norton de Matos, contava com a presença de organizações como o Partido Republicano Português, o Partido Socialista – SPIO (Secção Portuguesa da Internacional Operária), a União Socialista ou o Partido Comunista Português. Incluía assim republicanos, socialistas, comunistas, católicos, liberais, monárquicos, seareiros, maçons, anarcossindicalistas e vários independentes. Todos unidos numa frente antifascista.

Imagem: Fila para recolha de senhas de racionamento, 1943.

Atualidade

Agostinho Neto
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
17 de Setembro de 2021
Amílcar Lopes Cabral
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
12 de Setembro de 2021
Revolta dos Marinheiros de 1936
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
8 de Setembro de 2021