Alberto de Almeida

08 Janeiro 2021

Alberto de Almeida nasceu em 1907, em Viseu. Pintor de profissão, fora empregado da Câmara Municipal de Lisboa, cidade onde residia.
Será a sua participação na revolta de 26 de agosto de 1931 contra a Ditadura Militar a valer-lhe a prisão. Levado para o Batalhão de Caçadores 5, seguiu depois para a Penitenciária de Lisboa.
A 2 de setembro de 1931 embarcou no navio Pedro Gomes para Timor juntamente com mais 357 deportados, entre os quais os principais chefes militares da revolta.
Chegado a Dili em outubro, Alberto Almeida é colocado no inóspito campo de concentração da Ilha de Ataúro, onde, para além dos castigos corporais sofridos e da falta de condições mínimas de higiene e salubridade, adoece e terá enlouquecido e perdido a fala. Terá falecido #nestedia a 8 de janeiro de 1932 com uma biliosa quando seguia para o hospital de Dili e não a 25 de maio como surge na documentação do Ministério do Interior.
Tinha 25 anos e não chegara a ser julgado.

Imagem: Navio “Pedro Gomes” que, em 2 de Setembro de 1931, transportou 358 deportados políticos para Timor.

Atualidade

Ilegalização do MUD
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
1 de Março de 2021
Vasco Pereira da Conceição
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
26 de Fevereiro de 2021
A Batalha
#nestedia relembra pessoas e acontecimentos de resistência à ditadura e de luta pela liberdade.
23 de Fevereiro de 2021