Lembra-se?

A minha história

Arletta da Silva – Bélgica

“Precipitara-me logo a abrir a porta do “palácio” (2 divisões) onde habitávamos, mas… não, não era ele.

Em frente dessa maldita porta que, com os meus oito aninhos, me apressei a abrir, vi dois homens, um que eu conhecia, um certo «filho da puta», e o outro com ar de ser ainda pior do que ele; o medo apoderou-se de mim, que tinha apenas oito aninhos!”

A minha história