«Projectar a ordem – Cinema do Povo e propaganda salazarista», de Maria do Carmo Piçarra

10 de Dezembro de 2020 - 18h00
Auditório do Museu do Aljube

«Projectar a ordem — Cinema do Povo e propaganda salazarista», de Maria do Carmo Piçarra, é uma investigação sobre o Cinema do Povo (1935-1954) do SPN/SNI, cinema ambulante que percorreu o país para combater o comunismo e promover o corporativismo e o Estado Novo. Lançado, em 1935, em Lisboa, onde encheu de público as praças da cidade, iniciou a itinerância após o começo da Guerra Civil em Espanha.

Como na Alemanha nazi, camiões deslocavam-se às aldeias recônditas, sem electricidade, onde raramente ou nunca se tinha visto uma projecção de cinema. Ao ar livre, mostravam a milhares de camponeses e operários, propaganda filmada complementada por doutrinação.

A revolução de Maio foi a longa-metragem de redenção privilegiada. Explicada por Legionários, dirigentes da União Nacional, padres ou responsáveis pelas Casas do Povo, projectou, no país rural e analfabeto, a imagem do Estado Novo concebida por António Ferro.

A apresentação do livro será feita pela realizadora e professora universitária Susana de Sousa Dias.

As inscrições são obrigatórias e limitadas aos lugares existentes no auditório.

Outros eventos

Teatro – Amores na Clandestinidade [Online]
Este trabalho de teatro documental analisa as relações afetivas e familiares através de entrevistas feitas às pessoas que participaram na luta antifascista em Portugal, assim como aos seus filhos que cresceram acompanhando os seus pais e, muitas vezes, na ausência destes. Espectáculo Gratuito, gravado no Museu do Aljube. Transmissão Online. Inscrições obrigatórias.
16 a 21 de Abril de 2021
Coragem Hoje, Abraços Amanhã
Venha connosco celebrar o mês de abril! Inscrições para as atividades obrigatórias, mediante os limites impostos pelas medidas da DGS.
8 a 30 de Abril de 2021
Há 50 anos: Julgamento de Joaquim Pinto de Andrade, nacionalista angolano – Conversa Online
No ano em que se assinala os 50 anos do julgamento de Joaquim Pinto de Andrade, o Museu do Aljube Resistência e Liberdade junta-se a Diana Andringa, Ferreira Fernandes, Mário Brochado Coelho, Adolfo Maria e Ondjaki, para uma conversa que será transmitida online, dia 30 de março às 15h.
30 de Março de 2021 - 15h00
Visita Orientada Mensal
SESSÃO ADIADA
30 de Janeiro de 2021 - 10h00