Revolução portuguesa: o povo está na rua!

7 de Abril de 2022 - 18h00
AUDITÓRIO DO MUSEU DO ALJUBE

Com Isabel do Carmo e Luís Trindade

Biografias

Isabel do Carmo nasceu no Barreiro em 1940. Licenciou-se e doutorou-se pela Faculdade de Medicina de Lisboa e fez a especialidade de Endocrinologia. Foi impedida pela PIDE de integrar o corpo de assistentes da Faculdade.
Foi membro da Comissão Pró-Associação de Medicina e da Reunião Inter-Culturais (RIC) das Associações de Estudantes de Lisboa. Fez parte dos corpos gerentes da Ordem dos Médicos até esta ser fechada pela PIDE em Novembro de 1972. Militante do Partido Comunista dos 18 aos 29 anos, fundou com Carlos Antunes as Brigadas Revolucionárias em 1970. Foi membro da Comissão Política da Comissão Democrática Eleitoral de Lisboa (CDE) em 1969 e fundadora das Comissões de Base Socialistas. Durante o PREC esteve na direção do PRP-BR, foi diretora do jornal Revolução e após a contrarrevolução esteve presa entre 1978 e 1982. Escreveu Puta de prisão com Fernanda Fráguas, Vozes Insubmissas com Lígia Amâncio, Histórias que as mulheres contam e Luta Armada.

Luís Trindade é doutorado em história contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa. É professor na Faculdade de Letras e vice-coordenador do Centro de Estudos Interdisciplinares da Universidade de Coimbra. Lecionou igualmente no Birkbeck College da Universidade de Londres.
Tem desenvolvido investigação na área da história cultural, em particular sobre a história do nacionalismo, da imprensa, do processo revolucionário de 1974-75, do cinema, do neorrealismo, da música popular e dos intelectuais no século XX em Portugal. Publicou O Estranho Caso do Nacionalismo Português. O Salazarismo entre a literatura e a política, em 2008, e Narratives in Motion. Journalist and modernist events in 1920s Portugal, em 2016.

Sujeita à lotação da sala.
Inscrições para: inscricoes@museudoaljube.pt

Outros eventos

«Duas peças em Estado Novo»
De Armando Nascimento Rosa e Susannah Finzi Encenação e curadoria de Clara Ploux e Telmo FerreiraDuração: 90 min 18 OUT – SEX, 19H 19 OUT – SÁB, 16H 20 OUT – DOM, 16H
18 a 20 de Outubro de 2024
Ler e ouvir a Revolução: literatura e música no 25 de Abril
As sessões de leitura pública e interpretação musical cruzam literatura e música do período revolucionário, partindo da produção artística portuguesa de 1974 e seguintes anos.
17 de Setembro de 2024 - 18h00
Itinerário “Adeus Pátria e Família”
Um percurso por Lisboa a lugares emblemáticos de resistência e ocupação das pessoas LGBTQIAP+, durante a ditadura e até aos dias de hoje.
28 de Junho de 2024 - 10h30
Orgulho e Liberdade
Fundado em 2017, o Alarido - Coro Feminista e LGBT canta arranjos de canções pop, para mostrar que o ativismo feminista e LGBT se pode fazer também através da música - e sempre a muitas vozes.
27 de Junho de 2024 - 19h00