Lançamento do livro “Autoritarismos no Brasil: O olhar de dez realizadoras brasileiras contemporâneas”

22 de Novembro de 2022 - 18h00
AUDITÓRIO DO MUSEU DO ALJUBE

A autora, curadora e crítica de cinema brasileira Lídia Mello, juntamente com a Editora Outro Modo/Le Monde Diplomatique/PT convidam para o lançamento do livro Autoritarismos no Brasil: O olhar de dez realizadoras brasileiras contemporâneas.

A obra aborda décadas da história e memória política brasileira, por meio do cinema e do diversificado olhar de dez cineastas brasileiras, que entre 2011 e 2019, realizaram dez filmes políticos sobre a ditadura civil-militar e o autoritarismo dos anos recentes no Brasil, documentais e ficcionais.

São elas: Isa Grinspum Ferraz/Marighella(2011);Tata Amaral/Hoje(2013);Emília Silveira/Setenta (2013); Maria Clara Escobar/Os dias com ele(2014);Anita Leandro/Retratos de identificação(2014); Beth Formaggini/Pastor Cláudio(2018);Susanna Lira/Torre das donzelas(2018);Maria Augusta Ramos/O processo(2018);Flávia Castro/Deslembro(2019); e Petra Costa/Democracia em vertigem(2019).

Os filmes e as entrevistas nos transportam ao histórico passado ditatorial colocado em relação ao autoritarismo do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro.

Um livro feito inteiramente por mulheres.

Lídia Mello é brasileira, migrante, Pós-doutorada em Estudos Fílmicos-Universidade de Coimbra (2021) e Doutorada em Artes/Cinema-Escola de Belas Artes-UFMG/Brasil. Há cerca de 15 anos trabalha em diversas funções no cinema, como programadora, investigadora, curadora e júri de festivais de cinema e cineclubes, crítica, palestrante e professora; dentre outras. Autora do livro Do cinema de Béla Tarr (2019).

Outros eventos

«Duas peças em Estado Novo»
De Armando Nascimento Rosa e Susannah Finzi Encenação e curadoria de Clara Ploux e Telmo FerreiraDuração: 90 min 18 OUT – SEX, 19H 19 OUT – SÁB, 16H 20 OUT – DOM, 16H
18 a 20 de Outubro de 2024
Ler e ouvir a Revolução: literatura e música no 25 de Abril
As sessões de leitura pública e interpretação musical cruzam literatura e música do período revolucionário, partindo da produção artística portuguesa de 1974 e seguintes anos.
17 de Setembro de 2024 - 18h00
Itinerário “Adeus Pátria e Família”
Um percurso por Lisboa a lugares emblemáticos de resistência e ocupação das pessoas LGBTQIAP+, durante a ditadura e até aos dias de hoje.
28 de Junho de 2024 - 10h30
Sombras Andantes
Sombras Andantes é um espetáculo de André Murraças sobre a relação do Estado Novo com os homossexuais.
21 a 23 de Junho de 2024