Joaquim Luís Teixeira Magalhães

Joaquim Luís Teixeira Magalhães nasceu em Miragaia, Porto, em 1920. Ou 1922, acrescenta-se na biografia prisional. Entre janeiro de 1940 e fevereiro de 1945 foi detido oito vezes, sete das quais por tentativa de emigração clandestina. A última detenção ocorreu no dia 14 de fevereiro de 1945, quando foi entregue à polícia pelo próprio comandante do vapor Lourenço Marques, por viajar clandestinamente. Nesse dia recolheu ao Aljube, passando para a enfermaria no dia seguinte. Dois dias mais tarde, a 17 de fevereiro, dá entrada no Hospital de S. José. Morre na sala 7 do serviço 2 do Hospital Curry Cabral no dia 20 de fevereiro de 1945. Tinha 25 anos.

Outros testemunhos