Exposições Temporárias

Augusta Conchiglia nos Trilhos da Frente Leste – Imagens (e Sons) da Luta de Libertação em Angola
Em Abril de 1968, Augusta Conchiglia entrou clandestinamente em Angola para, com o realizador Stefano de Stefani, reportar a luta de libertação em curso. Até setembro, guiados pelos guerrilheiros do MPLA, percorreram centenas de quilómetros nas zonas libertadas do Moxico e do Cuando-Cubango. Usadas por Sarah Maldoror e William Klein, as imagens de Augusta Conchiglia – que nem sempre lhe são creditadas - tornaram-se iconográficas da luta de libertação contra o colonialismo português. Este é um gesto de restituição, que projecta o nome da sua autora com as suas imagens.
22 de Julho a 31 de Dezembro de 2021
8998, Pomar
Em abril, inauguramos o novo espaço de exposições temporárias no 4º piso do Museu do Aljube Resistência e Liberdade. A primeira exposição que recebemos, é um feliz encontro entre o Atelier-Museu Júlio Pomar e o Museu do Aljube Resistência e Liberdade .
08 de Abril a 07 de Julho de 2021
Mulheres e Resistência – “Novas Cartas Portuguesas” e outras lutas
A exposição temporária Mulheres e Resistência – Novas Cartas Portuguesas e outras lutas pretende revelar e relevar o contributo de tantas mulheres que, com origens e percursos diferentes, inventaram e concretizaram batalhas pelos seus direitos, pela justiça social e pela liberdade, desde os anos 30 até ao 25 de Abril.
06 de Maio a 31 de Dezembro de 2021