Ilustração Patrícia Guimarães

Nomeai um a um todos os nomes. Lutaram e resistiram. História, Culturas e Democracia.

Ação de Curta Duração

Formador: Miguel Barros

Local: Museu do Aljube Resistência e Liberdade

Número de horas: 3

Data e horário: 06 de novembro, das 10h às 13h

Prazo limite de inscrição: 04 novembro

Custo da ação: Gratuita

Forma: Presencial

Limite do grupo: 25 participantes

Inscrições: educaljube@museudoaljube.pt

Conteúdo:

Numa parceria com a Associação de Professores de História, realizamos uma ação de formação de professores para promover reflexão crítica, uma cidadania democrática e inclusiva; a diversidade tipológica do património; a consciência patrimonial e a complexidade intercultural e identitária; realçar o papel de vozes silenciadas pela historiografia do passado em diversos processos e acontecimentos da história contemporânea.

Temas:

  1. A História faz-se com critério;
  2. “Glocal” e consciência patrimonial (Partindo do exemplo do Museu do Aljube Resistência e Liberdade);
  3. Passados dolorosos;
  4. História e Tempo Presente;

Creditação:

Para os efeitos previstos no nº1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores, Grupos 200 e 400.
Para efeitos de aplicação do artigo 9º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para a progressão em carreira de Professores dos Grupos 200 e 400.

Biografia:

Miguel Barros

Presidente da Associação de Professores de História. Professor do Ensino Básico e Secundário desde 1991. Licenciado em História – Ramo de Formação Educacional. Mestre em História, Defesa e Relações Internacionais (ISCTE / Academia Militar). Doutorado em Estudos Urbanos – História Moderna (NOVA / ISCTE) com a tese intitulada São José, Bairro Tridentino. Autor de manuais escolares para o Ensino Básico e Secundário (Editoras ASA e RAIZ).

Outros testemunhos